Contando amores pra dormir

Hora de dormir. Lemos um livro. Depois deitamos Elias e eu. Esse é um momento de que gosto muito. Conversamos sobre o dia. Oramos. Trocamos carinho e declaração de amor. Não sempre tudo isso, nem necessariamente nessa ordem. Às vezes ele decide que quer dormir sozinho. Momento muito apreciado também. 
Certa noite depois de uma visita à casa da bisa Selma, Elias encheu de palavras esse nosso momento. Eu apenas perguntei "você conversou muito com a bisa?", ao que ele respondeu "sim, eu gosto taaaanto da bisa". E emendou: "mas eu gosto mais do Luigi" (Luigi é mesmo o preferido acima todos por Elias). Logo seguiu numa chuva de palavras sem fim, num tom doce, adocicado, adocicante... "Eu adoro o Luigi e ele me adora. Eu adoro a Ani e a Ani me adora. Eu adoro a tia Mel e a tia Mel me adora. Eu adoro o tio Mika e o tio Mika me adora. Waw, a família inteira do Luigi me adora." Riu e seguiu enumerando: "A tia Claude me adora... O Lucas me adora... A Nana me adora... O..." Bocejou, virou e dormiu a criança que conta amores no lugar de carneirinhos pra dormir. Tinha um sorriso sereno no rosto de quem sabe que é muito amado. 
Desejo essa certeza pra toda criança. E pra todo adulto também.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Barriga de 5 meses (21 semanas)

Um dia perfeito