.

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Bate-volta em Atibaia - primeira viagem do ano


Em 2015 (morando em Jundiaí) nossas viagens se limitaram a visitar a família em Sorocaba. Era sempre muito agradável, mas bem limitado. E a sede de conhecer lugares novos foi-se acumulando. Em mais de um ano, houve apenas três exceções, mas isso vai ficar pra posts específicos e posteriores. Em breve? Veremos.
No momento estou a fim de contar a primeira viagenzinha de 2016, ano que já se anuncia diferente e (espero) melhor. Não que 2015 tenha sido ruim. Mas é que... "Navegar é preciso". E foi em meio a essa sede por viagem e necessidade de dar um break que nosso grande e velho amigo Thierry Meylan esteve com sua esposa no interior de São Paulo. Esse garoto tem mesmo o dom de fazer a gente se mexer. Quem lembra de quando atravessamos a França de bicicleta no inverno pra ir visitá-lo na Suíça? É sempre uma excelente combinação: viajar e rever amigos queridos. 
Dessa vez fizemos um percurso menor e de carro. Foi um bate-volta de um dia. Uma viagenzinha tranquila e agradável de 2 horas de carro pra chegarmos em Atibaia. Muita conversa, belas paisagens bucólicas. Elias não pregou o olho; sempre atento e bem humorado. Apesar de termos tido que fazer uma pausazinha a 20 minutos da cidade pois ele estava começando a ficar incomodado. Paramos, esticamos as pernas correndo atrás de borboletas e nos distraímos vendo o trabalho das formigas, comemos morangos, uvas e passas. 
Chegamos no acampamento Palavra da Vida no início da tarde. Ficamos dentro de um grande condomínio fechado onde fica a organização cristã, um lugar com vários chalés, parques, um grande lago e com programação pras famílias. Foi um programa bem diferente do que costumamos fazer. Não me imagino decidindo passar uma semana lá, mas o "evento" principal era Thierry e sua família. E isso nos bastava. Passamos bons momentos no parque enquanto as crianças brincavam e nós conversávamos como se fosse um fim de semana ordinário e nos tivéssemos visto há algumas semanas apenas. Também estavam lá uma das irmãs de Thierry com sua família (marido e filhos). 
Muito legal ver como as crianças se relacionam com facilidade. Davi, garotinho de 5 anos, dividiu o lanche com Elias e o ajudou a tomar suco na caixinha com o canudo. Muito lindo ver o carinho e a admiração que em uma tarde Elias desenvolveu por ele e a amizade que eles construíram em poucas horas. Nós adultos temos tanta dificuldade em simplesmente amar sem expectativas. 
Encerramos o evento com um jantar (obrigada Cláudia e Carlos!) e um espetáculo musical bem produzido. 
Se na ida, Elias estava acordadão, na volta... Dormiu em alguns minutinhos. Dormiu pesado até o dia seguinte. Muito gostoso o cansaço de viagem. Pra mim é importante proporcionar esse tipo de experiência pra ele. E pra mim :) 
Bom, ainda temos que ir em Atibaia pra fazer uma aventura. Olhem o que tem por lá:
Pedra Grande - Atibaia. Foto de http://www.flylimit.com.br/2013/01/06/pedra-grande-atibaia-2/


Bom, a Pedra Grande não foi dessa vez. Mas isso não nos impediu de passar bons momentos... e registrá-los!





 



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...