Praia de la Couronne

Minha estada em Martigues foi agitada e acompanhada de muita comida. O casal anfitriao tinha dois objetivos: me apresentar lugares novos e me alimentar. O que mais querer da vida? Sàbado a noite colocamos o papo em dia e no domingo pela manha fomos à Igreja. O sol estava presente, assim como umas aves que estao em todo lugar em Martigues e que fazem um barulho original, às vezes parecendo o choramingar de um bebê. A Igreja é pequena e acolhedora, as pessoas sao muito simpàticas. No final do culto, vàrias pessoas vieram falar comigo, pra conhecer a cunhada de "Mélanie" (como Mel é conhecida por là). 
Pro almoço: galeto e muito purê de batatas com muito queijo, feito por Mikaël.
A tarde: praia! Admito que chegando là, Mel e eu tiramos a maior onda. Olha o espaçozinho! Cadê a areia branca e fininha? Como é dificil andar por essas pedras!

Plage de la Couronne
 Mas andando um pouco, a paisagem foi se abrindo, o mar se mostrando e enchendo a vista.

 


Encontramos um cantinho agradàvel nas pedras e nos instalamos. Mikaël subiu logo numa pedra pra pular no mar. Dava pra ver que ele tava em casa... Mel dizia pra ele nao pular. Mas quando ele pulou, ela disse "Droga, Mika, agora eu vou ter que pular também!" E là foram os dois, me deixando com Luigi. Esse menino tem pais radicais mesmo!

 
Quando eles pularam, pensei: "Droga, eu também queria pular!". Por que nao poderia? Falei com o casal. Mel disse que nao faz nenhuma pressao na barriga em especial. Decidi que seria uma gràvida radical, que Elias amaria viver aquilo comigo! Subi as pedras... Olhei os três metros de "abismo"... Pulei? Resposta no proximo post =P

* * * 


Ah, perdoem os acentos tortos... Teclado francês combinado com falta de tempo.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Barriga de 5 meses (21 semanas)

Elias e seus desejados 4 anos

Relato de parto II - amor rima com raiva