Seis dias, seis camas - parte 1

Saí do Recife no domingo, 24 de junho, em direção ao hexagone. Após algumas horas de espera em Lisboa, cheguei em Paris. Dessa vez, nada de me perder. Eu tinha as linhas de metrô bem anotadinhas, e tinha estudando o mapa ainda no Brasil. Duas vezes, perguntei só pra confirmar, pois a última coisa que eu queria era me perder em Paris às 10 da noite. Primeiramente, um senhor parisiense (suponho) simpático (pra quebrar o estereótipo) e no metrô, um suíço ainda mais simpático (pra confirmar o estereótipo). 
Cheguei pelo aeroporto de Orly, onde nunca estivera. Uma hora depois, estava no belo bairro de Issy les Moulineux, no sul de Paris. Bairro tranquilo, agradável, com o charme de Paris, mas com ares de cidade pequena. Un rêve ! Onírico!


Passei a noite na casa de dois amigos, que costumam nos receber quando passamos por Paris, João e Danilo. Merci à eux !


Terça-feira, minha querida Emilie foi me buscar na estação de trem. Almocei com seu marido Jean-Anael, seu filho e ela. Numa bela casa, numa cidadezinha perto de Clermont. 




A tarde, uma amiga veio pro lanche com seus três filhinhos. 


Felicidade pura com doce e criança.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barriga de 5 meses (21 semanas)

Elias e seus desejados 4 anos

Relato de parto II - amor rima com raiva